Para simplificar o entendimento dos nossos usuários, o eNotas trabalha principalmente com o conceito de venda.

 
Basicamente, o eNotas centraliza todas as vendas de seu negócio, independentemente por onde elas cheguem:

 
Isso significa que uma nota fiscal só existe se existir uma venda, logo, para emitir uma nota fiscal basta criar uma venda.
  

  

Toda venda tem sua nota fiscal

Quando uma venda é recebida, por qualquer meio que seja, uma nota fiscal é automaticamente criada baseada nos dados dessa venda.
  

A nota fiscal é vinculada à venda e fica aguardando algum comando ou evento para ser emitida.
    

A nota fiscal pode ser emitida de várias formas:

  • Manualmente por você 
  • Automaticamente quando a venda é iniciada (pagamento em aberto)
  • Automaticamente quando a venda é paga (pagamento confirmado)
  • Automaticamente quando a venda vence seu período de garantia (X dias após o pagamento)
  • Automaticamente por um comando de um sistema de terceiro (API)

 
Dependendo da integração que você estiver utilizando uma ou outra forma pode não estar disponível.
 
 

Como a nota fiscal é criada

Para criar a nota fiscal, por padrão, o eNotas se baseia nos dados da venda e do cadastro de sua empresa.
  

Com isso, conseguimos saber se é necessário destacar o ISS (através da empresa ou produto vendido), qual serviço deve ser lançado (empresa ou produto), qual o valor da nota (através da venda), etc. 

 
Assim, você não precisa fazer quase nada para que suas notas sejam emitidas automaticamente - se quiser.
  

Agora, por exemplo, se você precisa lançar um serviço ou discriminação diferente toda vez que uma determinada venda for realizada, basta configurar isso no próprio produto (menu Gerenciar -> Produtos):

Para entender melhor como o eNotas preenche a sua nota fiscal consulte este artigo.

  

Onde ficam os dados específicos da nota fiscal

 
Por padrão são exibidos principalmente os dados da venda mas você pode acessar facilmente os detalhes da nota fiscal a partir da própria venda:

 
Detalhes da nota fiscal associada à venda:

Somente em cenários bem específicos será necessário alterar alguma informação diretamente nos dados da nota fiscal, como em caso de retenção de impostos.

  

Data da venda X Data da nota fiscal (competência)

É importante notar que a venda pode possuir várias datas, como a data da venda e a data de vencimento da garantia. 


Por outro lado, a nota fiscal também possui 2 datas: a data de emissão e a data de competência.
 

A data de competência é geralmente o dia em que você escolheu que a nota fiscal seja emitida automaticamente.
  

Por exemplo, se você escolheu que a nota fiscal seja emitida automaticamente na confirmação de pagamento, então a data de competência da nota será o dia em que isso ocorrer.
 

Sincronismo Venda X Nota fiscal

Normalmente, a situação da venda reflete a situação da nota fiscal, mas isso pode não ser sempre assim.

Se, por exemplo, você escolheu para não cancelar a nota fiscal automaticamente quando uma venda for cancelada (estorno/chargeback) então a nota fiscal permanecerá emitida.
  

Artigos relacionados

Encontrou sua resposta?